Slide


Hoje iniciamos uma nova categoria no blog: a de entrevista com autores! A autora da vez é a querida Helena Souza, que escreveu (Im)Perfeição e é parceira do blog.

IV - (Im)Perfeição foi sua primeira obra literária? Como começou sua trajetória no universo da escrita?
Helena - O primeiro livro finalizado sim. Sempre gostei de escrever, mas foi aos quinze anos que pensei “poxa, eu poderia escrever um livro!”, apesar de não ter terminado ele e nem o da ideia seguinte, comecei a treinar minha narrativa com histórias curtas, duas delas foram publicadas em livros de contos, que foram “O Inferno Está Aqui – Eu não quero morrer” e “Já Vai Passar”. Quando tive a ideia para (Im)Perfeição, foi como se eu mesma tivesse me intimado, falando que essa história eu não desistiria. O timing de preparação e história que me envolvesse foi perfeito.

IV – Logo no início do livro você destaca que o processo de criação é um pouco cansativo, mas em contrapartida é bastante prazeroso. Em algum momento você passou por algum bloqueio criativo para dar continuidade à história ou algo semelhante? Quanto tempo demorou para que o livro fosse concluído?
Helena - Bloqueio criativo não costumo ter, preparar roteiros e sempre ficar atualizando o “estoque de ideias” para futuras cenas me ajudam. Mas, mesmo assim, ainda canso quando faço maratonas de escrita, é como se eu estivesse cheia e precisasse de um tempo para esvaziar. Isso atrapalha o tempo de finalização, porque fica no famoso vai e volta. Demorei dois anos para terminar de escrever (Im)Perfeição devido a esse meu vilãozinho pessoal e também ao foco que tenho na minha graduação, claro.

IV – Você se inspirou em algo ou alguém para criar os personagens, como a determinada Sophie e o acautelado Josh? Existe um motivo especial para que a ambientação do livro seja na Flórida (EUA)?
Helena -Todos personagens que crio são um mix de pessoas que conheço, outros personagens e de mim, então se torna difícil falar ao certo quem são as inspirações para eles. Sim! Queria deixar claro para todo mundo que leu e que lerá o livro: tentei demais ambientar ele no Brasil. De verdade. Todas as minhas histórias escritas e as que tenho preparada para escrever no futuro são da nossa terra. Mas com (Im)Perfeição não deu. A primeira coisa que imaginei quando pensei na história foi em um pântano legitimamente estadunidense (digam “oi” a qualquer episódio de Scooby-Doo que se passa em um), tentei mudar para um manguezal e depois para o Pantanal, mas a história não ia pra frente com eles. Então aloquei na Flórida, em uma cidade fictícia, já que tomei o Everglades como inspiração.
 
Foto retirada da página da autora
IV Você tem algum livro ou escritor que considera como fonte de inspiração para escrever seus livros?
Helena - Também existe um mix nisso. Tenho receio de me inspirar demais em um só e acabar me prendendo. Acabo lendo diversos autores das mais variadas faixas etária para conseguir construir, junto com meu próprio jeito de ver o mundo, uma linha própria.

IV – Após a conclusão de (Im)Perfeição fiquei com vontade de conhecer outras obras suas e talvez outras pessoas tenham essa mesma vontade futuramente. Tem algum projeto em mente para a escrita de outros livros? Se a resposta for positiva, poderia adiantar alguma coisa para os leitores?
Helena - Fico bem feliz com isso! Já comecei outro livro, ainda não tenho previsão de término, mas já digo que ele é puxado para o chick lit e tem uma vibe esportista que é tão fofinha que até eu, a própria sedentária, já guardei um lugar especial.

Agradeço à Helena por ter aceitado responder às perguntade forma tão atenciosa!
Espero que tenham gostado, agora além de conhecer um pouco da história, vocês puderam conhecer um pouco mais sobre a autora e os fatores externos que envolvem o livro.

Redes Sociais da autora
Beijos!

Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

6 Comentários

  1. Olá!
    Não conhecia essa autora, mas suas perguntas foram ótimas. Tenho muita curiosidade sobre o processo criativo que envolve a escrita de um livro.. adorei!
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  2. é tão bom conhecer novos autores, e nossa essa capa do livro dela e lindo, vou procurar para ler fiquei curiosa, amo saber que aqui no Brasil tem tanto autores maravilhosos, nos focamos tanto em literatura estrangeiras que esquecemos as nacionais.

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  3. Foi maravilhoso conhecer mais sobre a autora, a entrevista esta ótima e me interessei pelo livro, que capa linda.

    ResponderExcluir
  4. Adorei a entrevista, ficou ótima. Não conhecia a autora e com a entrevista deu para ter uma noção do seu trabalho e saber um pouco sobre ela

    ResponderExcluir
  5. Adorei a entrevista ! O livro parece ser ótimo, fiquei curiosa para ler. Acho demais as pessoas que tem o dom de escrever um livro, haja criatividade rs ! Bjs 💋

    ResponderExcluir
  6. Ai, gente, que lindinha que el está na foto *-* amei a entrevista, tanto porque não a conhecia, como porque gosto MUITO de ler entrevistas com autores! Parabéns por essa parceria :)

    ResponderExcluir

•Fique à vontade para dar sua opinião, sugestões e críticas (desde que com moderação e respeito, terei o maior prazer em responder :D)
• Comentários com palavrões, que incitam discriminação ou preconceito serão excluídos;
• Se quiser deixar o link do seu blog, com toda satisfação retribuirei a visita!