Slide

Um ano sabático
Páginas: 264
Gênero: Romance, Young Adult
Formato: E-book
Editora: Independente
Adquira o livro: Amazon 
Lançamento: 2017
Avaliação:    [5/5]

Autor : Renata R. Corrêa
Quando os sonhos de Rafaela, uma jovem fisioterapeuta, se transformam em pesadelos, ela é diagnosticada com Síndrome de Burnout. De repente, nada mais em sua vida parece fazer sentido, e na busca de si mesma e da felicidade perdida ela precisará ter coragem para recomeçar do zero.No seu ano sabático, um tempo de descanso, aprendizado e recomeços, ela se redescobrirá, encontrando coisas que se perderam com o tempo e tentará resgatar a simplicidade dos valores importantes da vida. No meio dessa encruzilhada, que definirá o rumo do seu destino, ela conhecerá o amor verdadeiro. Tudo isso serão pilares fundamentais para sua recuperação e, quem sabe, para encontrar a verdadeira felicidade.
Oi gente!
Publiquei há alguns dias as primeiras impressões de "Um ano sabático" e disse que estava gostando muito da leitura.  E hoje é dia de publicar a resenha completa dessa história cativante do início ao fim!
Rafaela é uma jovem fisioterapeuta super dedicada a sua profissão. Mesmo sem medir esforços para dar conta do trabalho, ela tem que lidar com as cobranças da sua chefe e sente o peso da responsabilidade imposta por ela, embora sabendo que não deveria ser assim. Além da pressão do trabalho, as discussões com seu namorado Bruno estão cada vez mais frequntes, por ele querer dar mais um passo na relação dos dois e ela não se sentir preparada para isso. Rafaela se sente cada vez mais esgotada (física e emocionalmente), levando-a parar no hospital após sofrer uma grave crise de nervos no trabalho.
Ao receber o diagnóstico, ela se surpreende ao descobrir que está com a Síndrome de Burnot, caracterizada pelo estresse intenso e sintomas semelhantes à depressão e ansiedade. Rafaela então recebe o ultimato do médico que a única condição para restabelecer sua saúde é a mudança da rotina e dos seus hábitos.
Quando foi que tudo mudou? Como podemos desejar tanto algo, conquistar com luta e depois perceber que não era nada daquilo?
Determinada a se curar, Rafaela deixa para trás o emprego, os relacionamentos negativos, muda de apartamento e se reaproxima da família, procurando o descanso para sua alma tão atormentada.
Meu ano sabático estava começando e com ele o fim de muitas coisas. Um fim para um recomeço.
Interessante é que quando nos damos a chance de viver e fazer aquilo que gostamos, sorrindo para a  vida, ela nos sorri de volta trazendo surpresas inesperadas e foi exatamente isso que aconteceu com Rafaela. Fernando aparece em sua vida num momento inesperado e juntos passarão por muitos desafios, provando o amor recém descoberto dos dois. Para ela, o momento não parece o mais adequado para um relacionamento, mas logo o pensamento é deixado de lado quando ela percebe que os momentos difíceis são mais toleráveis quanto se tem alguém do lado para compartilhar o peso da jornada.

Apertei a mão dele [Fernando]. O toque foi quase como um choque, senti uma onda de eletricidade percorrer meu corpo. [...] Era como se houvesse uma espécie de energia diferente entre nós.
Com uma linda história de amor e superação, esse foi mais um livro da Renata que 'devorei'. Rafaela é a personagem mais forte criada pela autora e me perguntei se teria a ousadia de repetir algumas ações da personagem. Com ela aprendemos a valorizar o hoje, a convivência com as pessoas que gostamos e que jamais devemos nos privar de fazer aquilo que gostamos, somente pela ânsia do 'ter' em detrimento do 'ser'.

Mesmo com um tema pesado, a história é leve e inspiradora, mostrando ser mais que uma leitura para passar o tempo, abordando temas que precisam ser trabalhados não só na literatura, mas no cotidiano das pessoas.

Quase tudo na vida aprendemos de verdade com nossos erros, tropeços e quedas. É preciso cair para aprender a levantar. É preciso errar para não desistir de tentar acertar.

Vou ficando por aqui, espero que tenham gostado!
Beijos!



Compartilhe com os amigos
Blogger Widgets

Conto de dragões
Páginas: 416
Gênero: Romance, Fantasia
Formato: FísicoAutor : Fabi Zambelli
Editora: Novo Século
Adquira o livro: Amazon | Site da editora
Lançamento: 2016
Avaliação:    [4/5]
Mariane, uma jovem universitária no auge de seus 20 anos, tem uma vida pacata e comum. Desde pequena ela sonha com criaturas místicas e sobrenaturais. No entanto, esses sonhos começam a ficar cada vez mais reais. A rotina que ela conhecia é completamente abalada quando um garoto misterioso entra em sua vida. O nome dele é Andrey, e parece ser perigoso – não que isso realmente importe para Mariane, já que ela se sente cada vez mais atraída por aqueles olhos verdes e profundos. Quando Andrey resolve abrir o jogo e revelar quem realmente é, o mundo da garota vira de cabeça para baixo e ela se vê envolvida numa guerra sobrenatural, na qual parece ser a chave da vitória dos dragões sobre os giants – criaturas místicas das quais, até então, ninguém ouvira falar. Mas há mais mistérios ao redor de Mariane do que ser simplesmente a "arma secreta". Dragões e humanos precisam se unir para vencer um inimigo em comum. E em meio ao caos surge um amor improvável.

Conto de Dragões é um livro da autora Fabi Zambelli e foi publicado pela editora Novo Século através do selo Talentos da Literatura brasileira.
Mariane é uma estudante de Jornalismo no auge de seus 20 anos que mora em Jundiaí, interior de São Paulo. Encantada por tudo que envolva dragões, Mariane está cada vez mais intrigada os sonhos quem vem tendo ultimamente, nos quais ela se depara com essas criaturas que parecem muito mais reais do que a lógica humana pode imaginar. Ela fica ainda mais confusa ao receber uma ligação de um garoto misterioso que colocará sua vida de cabeça para baixo, surpreendendo-a ao falar dos estranhos sonhos da garota.
“Acredite, Mariane, você conhece muito muito sobre mim.  – Andrey deixou sua voz mais sedutora tentando brincar com os sentimentos de sua ouvinte. - E é por me conhecer tão bem, mais do que todos desse imenso planeta, que eu a escolhi como minha futura companheira.  – A voz dele ficou ainda mais atraente com um leve tom dominador. - Como minha humana. Minha frágil, delicada e divertida humana.
O garoto trata-se de Andrey, um dragão que veio desempenhar uma importante missão aqui na Terra: junto com os remanescentes de seu planeta, eles estão dispostos a proteger a Terra dos Giants, terríveis criaturas semelhantes a lobisomens com garras enormes que querem dizimar todos os humanos sugando sua energia vital.
Tamanha é a surpresa de Mariane ao descobrir que Andrey é o seu mais novo colega de sala e ao procurá-lo para ter respostas dos últimos acontecimentos, descobre que sua ligação com os dragões vai além de uma simples admiração por essas criaturas: ela é uma das poucas humanas que possui compatibilidade com eles, o que aumenta absurdamente o poder de combate em uma batalha, algo que não está tão distante de acontecer tendo em vista que os giants já estão na Terra colocando seu plano malévolo em ação.
Com a guerra iminente, Mariane irá descobrir que a compatibilidade com Andrey não se resume apenas a batalha, mas os lindos olhos verdes do garoto exercem sobre ela uma atração incontrolável e que esse sentimento é correspondido por Andrey.
Quem não gosta nada dessa aproximação é Matheus, colega de classe que esconde uma paixão secreta pela amiga. Matheus ainda vai constatar que sua antipatia pelo dragão não se resume apenas à sua proximidade com Mariane, mas começa em uma história que envolve os ancestrais de ambos os garotos. Num meio de uma guerra entre dragões, giants, humanos e até a força militar, Mariane terá que travar a maior guerra de todas: a do coração. Quem afinal sairá vencedor nessa batalha?


A história me surpreendeu com sua trama original, repleta de elementos que prendem o leitor como romance, aventura e fantasia, além de ter sido muito bem desenvolvida, nos apresentando as histórias dos personagens secundários, não se detendo apenas à trama principal. A escrita é leve e a narrativa é em terceira pessoa, o que favoreceu a criação das histórias dos personagens secundários, que vão se desenvolvendo ao longo do livro e assimiladas pelo leitor sem pressa. Uma das histórias paralelas que mais me prendeu foi a dos ancestrais de Matheus e Andrey e confesso que fiquei surpresa com as estranha ligação que esses dois personagens possuem no livro.
A diagramação do livro está linda e o texto é bem confortável para a leitura. A história logo de início tem um ritmo que rouba a atenção do leitor e me vi absorta principalmente na batalha final (que possui pouco mais de cinquenta páginas!) para o deleite daqueles que gostam de "movimento" feito eu.


Para quem gosta de uma história detalhada, com personagens marcantes e cenas de tirar o fôlego, " Conto de dragões" é mais que indicado,  não só por sua brilhante história, mas pelo diferencial de unir fantasia e o mundo contemporâneo, feito de forma tão natural. 
Ficam aqui registrados meus agradecimentos à autora por ter cedido o livro e por ter sido sempre tão atenciosa comigo e com o blog. 
Sucesso Fabi! Você merece!

Até a próxima!

Compartilhe com os amigos
Blogger Widgets

Um ano sabático
Páginas: 264
Autora: Renata R. Corrêa
Editora: Independente
Lançamento: 2017
Link para compra: Amazon

Quando os sonhos de Rafaela, uma jovem fisioterapeuta, se transformam em pesadelos, ela é diagnosticada com Síndrome de Burnout. De repente, nada mais em sua vida parece fazer sentido, e na busca de si mesma e da felicidade perdida ela precisará ter coragem para recomeçar do zero. No seu ano sabático, um tempo de descanso, aprendizado e recomeços, ela se redescobrirá, encontrando coisas que se perderam com o tempo e tentará resgatar a simplicidade dos valores importantes da vida. No meio dessa encruzilhada, que definirá o rumo do seu destino, ela conhecerá o amor verdadeiro. Tudo isso serão pilares fundamentais para sua recuperação e, quem sabe, para encontrar a verdadeira felicidade.

Oi gente!
Trago as primeiras impressões de uma história que acabou de sair do forno: Um ano sabático foi lançado pela Renata R. Corrêa no final de Setembro e nos conta a história  de Rafaela, uma fisioterapeuta dedicada que desde cedo lutou pela realização dos seus sonhos. Nascida numa cidade do interior, Rafaela saiu do conforto da casa dos pais para fazer faculdade em outra cidade e logo que se formou  conseguiu emprego em uma famosa clínica da cidade, alcançando o tão sonhado sucesso profissional.
Mas nem tudo acontece como ela imagina e na medida que os meses vão passando Rafaela se sente cada vez mais cansada, devido a crescente demanda da clínica e cobranças da sua chefe. Além do acúmulo de trabalho, seu relacionamento não anda nada bem por conta da insistência de Bruno em casar e ter filhos. Sentindo-se exausta da rotina que estava levando, Rafaela sofre um colapso nervoso que a leva para o hospital. Em meio às lágrimas e o descontrole emocional, ela recebe o diagnóstico que está com a Síndrome de Burnot, um esgotamento físico com sintomas semelhantes à ansiedade e depressão e se quisesse restabelecer sua saúde teria que realizar drásticas mudanças em sua rotina e consequentemente na sua vida. 
Há tempos, as coisas haviam deixado de fazer sentido em minha vida, e no fundo eu sabia que o trabalho excessivo era o grande culpado. Ouvir aquilo tudo foi o começo do fim.
 Com isso o ano sabático de Rafaela se inicia e ela está determinada a se desfazer de tudo o que era responsável por sua opressão: ela deverá tomar decisões difíceis que envolvem sua vida profissional, seus planos e seus relacionamentos.
Meu ano sabático estava começando e com ele o fim de muitas coisas. Um fim para um recomeço.

Concluí o quinto capítulo e a leitura está fluindo naturalmente com a narrativa pelo ponto de vista de Rafaela, que se mostrou muito corajosa diante das escolhas que fez para priorizar a sua saúde. A temática é muito oportuna e facilmente aplicável à nossa realidade, pois quem nunca conheceu alguém ou até mesmo se sentiu como Rafaela em algum momento da vida? 
Ainda não conhecia sobre a Síndrome de Burnot e a história traz informações precisas e esclarecedoras sobre a doença e admiro a atitude da autora em falar de um tema tão pertinente nos dias de hoje.  A diagramação está linda, tão característico dos livros e e-books da Renata.
Quero saber qual será o desfecho de Rafaela e continuar aprendendo com a personagem e a história a importância de valores como a resiliência, esperança e o recomeço, quantas vezes for necessário. 
Preciso voltar a sonhar. 
A obra está concorrendo ao prêmio Kindle de literatura e quem adquirir o livro e avaliar na Amazon até dia 25 de Outubro estará concorrendo a um Kindle! Basta clicar aqui e se inscrever!

Espero que tenham gostado, em breve sairá a resenha!
Beijos!

Compartilhe com os amigos
Blogger Widgets


Oi gente!
Por conta da correria do dia a dia terminei atrasando as publicações da coluna "52 semanas", que está sem atualização desde o mês de Junho. Por ese motivo, esse mês teremos dias postagens da tag a fim de por em dia o desafio.
Vamos então às respostas de Junho e Julho:

23 - Coisas que me incomodam no mundo contemporâneo:

 - Dependência crescente da tecnologia;
 - Falta de respeito ao próximo;
 - Pressa;
 - Estereótipos;
 - Individualismo.

24 -  Casais preferidos:

- Tariq e Laila (Livro - A cidade do Sol)
- Alice e Cyrus (Série - Once Upon a time in Wonderland)
- Katniss e Peeta (Trilogia de livros - Jogps Vorazes)
- Alex e Niki (Livro - Desculpa s te chamo de amor)
- Eleanor e Park (Livro - Eleanor e Park)


25 - Tenho aflição de...

- [...] ficar num lugar apertado com muitas pessoas;
- [...] pegar ônibus cheio (fazendo alusão ao item anterior);
- [...] sensibilidade nos dentes;
- [...] ver as coisas fora do lugar;
- [...] andar descalça;

26 - Se eu pudesse trocar de profissão, eu seria...

- [...] Engenheira ambiental;
- [...] Bióloga;                                                
- [...] Cientista;
- [...] Bibliotecária;
- [...] Diplomata

27 - Coisas legais para se fazer nas férias:

- Maratonar filmes e séries;
- Ler ♥
- Visitar familiares vistos há muito tempo;
- Almoçar/Jantar fora;
- Viajar ♥

28 - Minhas maiores "neuras" e manias:

- Tenho misofonia;
- Organização;
- Faço muitas listas, até para o que não é necessário;
- Tenho pavor de quem fala comigo "com as mãos";
- Reviso mil vezes as coisas que faço até encontrar um erro (que às vezes nem existe)


29 - Filmes que me falam ao coração:

- Hotaruni no Mori E;
- Duelo de Titãs;
- A Virada;
- Renúncia;
- Kimi no Na wa

30 - Fico impaciente com pessoas que...

- [...] falam demais;
- [...] se acham donas da razão;
- [...] subestimam o próximo;
- [...] são oportunistas;
- [...] são resmungonas.

Esse mês ainda tem mais uma postagem da tag, então até breve!


Compartilhe com os amigos
Blogger Widgets