Tecnologia do Blogger.

{Resenha} Ansiedade em Palavras - Kely Benfica


Ansiedade em palavras
Páginas: 70
Formato: Físico
Autor : Kely Benfica
Editora: Sekhmet
Adquira o livro: Site da editora
Lançamento: 2018
Avaliação:    [4/5]
Este livro contém poesias, que irão alegrar seus dias, te fazendo refletir sobre sua passagem pela terra, além de ajudar, você leitor, a pensar em novas formas de acordar e mudar seu dia. "Ansiedade em palavras" é um livro que demonstra toda a ansiedade de ser feliz, em querer mudar, para que as coisas possam acontecer. Além de trazer um extra, em forma de contos, que irá te fazer rir, com as histórias em que os personagens se submeteram.
“Ansiedade em palavras” é um livro escrito por Kelly Benfica e publicado pela Editora Sekhmet, que é parceira do blog.
O livro é uma coletânea de poemas que aborda a ansiedade na sua forma mais literal, onde a autora mostra suas percepções através de poesias que em contrapartida ao seu pequeno tamanho, causam grande impacto ao leitor.
Numa roupagem diferente e original, a autora evidencia em seus poemas a angústia do eu lírico que lida com a ansiedade e também sua insatisfação com a sociedade atual. Por conta disso, o conteúdo dos poemas é muito realista e é facilmente perceptível o tom melancólico ao longo das páginas.
A maioria dos poemas não possuem métrica [rima] e deixam a subjetividade das palavras compor a poesia em si. O livro ainda tem em seu final quatro contos, nos permitindo conhecer a escrita da Kelly em outro formato, o que mais gostei foi “A árvore secreta”, que nos fala de uma árvore mágica que transformava qualquer tipo de sentimento em amor para quem passasse por baixo dela.

No geral, a autora conseguiu passar de forma eficaz sua visão de mundo e mesclou uma narrativa rápida e ao mesmo tempo reflexiva, capaz de trazer um choque de realidade tão oportuno ao leitor nos dias atuais.
[...] Tantas coisas para conhecer
Beijar
Abraçar
Você só precisa se deixar transbordar.
Simplesmente leiam!

Vou ficando por aqui...beijos e até a próxima!

{Resenha} 24 Horas para sobreviver - Aléxia Macêdo

24 horas para escolher viver
Páginas: 115
Gênero:  Romance
Formato: E-book
Autor : Aléxia Macêdo
Editora: Independente
Adquira o livro: Amazon
Lançamento: 2018
Avaliação: ✮   [5/5]
Cinco anos se passaram desde que Catarina se reencontrou com André e desde então muitas coisas aconteceram com os dois. Agora eles estão casados e com a vida estabelecida em uma cidade no litoral de Santa Catarina, mas o futuro ainda não para de pregar peças nos dois. Um grave acidente acontece com André, fazendo com que todos os medos e temores que Catarina há anos luta contra, voltem a tona novamente. Agora ela está sozinha pelas próximas 24 horas, enquanto André luta em uma sala de cirurgia para sobreviver, Catarina relembra toda sua vida durante os ultimo seis anos e busca respostas para um futuro incerto.
[ATENÇÃO]: Essa resenha pode conter spoiler do primeiro livro, e você pode ler aresenha dele aqui.

“24 horas para sobreviver” é a sequência de "24 horas para escolher viver", escrito pela Aléxia Macêdo e publicado de forma independente.
Nesse segundo livro podemos saber o destino de Catarina cinco anos após ter feito a decisão de continuar a viver mesmo depois de perder toda sua família em um acidente de carro. André, que teve notável influência em suas escolhas, agora é esposo de Catarina e juntos estão reconstruindo suas vidas em outra cidade, onde ele atua como policial e ela  como professora de geografia.
Você já encontrou uma pessoa que te percebeu com olhos singulares e em uma visão, sob uma perspectiva, que ninguém, nem uma única outra pessoa no mundo, faria igual? 
Apesar de sentir falta dos seus entes queridos, Catarina encontrou em sua nova rotina a força necessária para valorizar a vida ao lado de quem ama: ela projetou em André seus planos, seus sonhos, seu futuro e atualmente seu círculo de amizade resume-se apenas ao esposo.
Tudo começa a mudar quando ela recebe a notícia de que André foi gravemente ferido durante uma ação policial e corre risco de vida. Diante dos seus olhos, a vida começa a desmoronar e numa corrida contra o tempo, Catarina teme pela vida do marido e revive sensações do passado que gostaria de ter deixado para trás, mas que ainda estão bem vivas em sua alma e em sua memória.
 Esse é o problema da dor: ela te faz lembrar tudo de bom que você viveu até então e te faz acreditar que você nunca conseguirá se sentir feliz daquela forma novamente. 
Posso afirmar que esse segundo livro foi ainda mais cativante que o primeiro, a começar pela personalidade de Catarina, que está visivelmente mais determinada e madura que a garota de cinco anos atrás.
Os capítulos foram subdivididos em anos intercalados e apesar do salto temporal da história, a autora nos mostra o que aconteceu com o casal nesse intervalo de tempo entre o namoro e casamento dos dois.
A narrativa foi em primeira pessoa pela perspectiva de Catarina, por quem  desenvolvi uma empatia gigantesca, já que ela mostra suas fraquezas de forma sutil e em contrapartida mostra que elas são superáveis quando estamos firmados no amor.
O livro também traz mensagens belíssimas de fé e perseverança, mostrando que tudo em nossa vida tem um propósito, mesmo que a gente não entenda de início. Todas as passagens e diálogos foram muito oportunos e deu um toque especial na história.
Mas acho que isso que consiste fé, não é ? Crer quando tudo parece contrário a tal atitude. Acreditar mesmo quando nosso coração se encontra no desespero absoluto e medo constante. 
A leitura foi tão fluida que quando vi já estava lendo o final, que, confesso, me deixou emocionada. Se você procura um livro que traga mensagens edificantes, então encontrou a história certa!
Nada acontece como pensamos que acontecerá. E muitas vezes Deus nos mostra da forma mais surpreendente possível que não adianta corrermos atrás do controle de nossas vidas, por que tudo está nas mãos Dele.
Espero que tenham gostado da recomendação de hoje,

Beijos e até a próxima!

{Poema de Quinta} Quem sou eu?

Imagem
Eu às vezes não entendo!
As pessoas em um jeito
De falar de todo mundo
Que não deve ser direito.
.
Aí eu fico pensando
Que isso não está bem.
As pessoas são quem são,
Ou são o que elas têm?
.
Eu queria que comigo
Fosse tudo diferente.


.
Se alguém pensasse em mim,
Soubesse que eu sou gente.

Falasse do que eu penso,
Lembrasse do que eu falo,
Pensasse no que eu faço
Soubesse por que me calo!
.
Porque eu não sou o que visto.
Eu sou do jeito que estou!
Não sou também o que eu tenho.
Eu sou mesmo quem eu sou!

(Pedro Bandeira)

{Resenha dupla} Koldbrann: Rebeldes e Desleais - Ana Cláudia Dâmaso

Oi gente!
Trago hoje um formato diferente de resenha, já que costumo trazer minhas impressões de cada livro (mesmo de uma mesma série) separadas por post.  Resolvi mudar e espero que vocês gostem como eu desse novo formato de postagem. Os livros resenhados são da nossa autora parceira Ana Cláudia Dâmaso e os dois volumes foram publicados originalmente pela Chiado Editora de Portugal.
Título: Koldbrann - Rebeldes (Livro 1) | Autor: Ana Cláudia Dâmaso | Gênero: Distopia, Ficção | Idioma: Português (Portugal | Páginas: 460 | Adquira o LivroChiado  |Editora: Chiado Editora
 Avaliação:    [4/5]
Num mundo apocalíptico, a população saudável vive em cidades-bunker, chamadas de fortalezas, que os protegem dos perigos do mundo exterior, onde é melhor morrer, que deixar de ter o sangue vermelho. A limitação da liberdade alheia cria estruturas sociais muito restritas que todos são obrigados a cumprir.Esta é a história de Diana Salvatore, uma jovem que se revolta contra o destino que lhe foi imposto.
A história de Koldbrann se passa num futuro distópico (mais precisamente em 2098), época em que todos os humanos vivem em cidades subterrâneas (cidades bunker), protegendo-se dos kolds, perigosas criaturas que foram infectadas por uma droga, chamada Koldbrann. Dentro dessas fortalezas (regidas por normas determinadas pelo Governo que devem ser rigorosamente seguidas), as mulheres da população são divididas em duas partes principais: uma é responsável por dar continuidade à população através da procriação (essas mulheres são chamadas princesas) e a outra responsável por proteger as fortalezas dos temidos kolds e trazer mantimentos para a população – os guerreiros.  E é nesse inusitado cenário que conhecemos nossa protagonista: Morando na fortaleza Scallabis, Diana Salvatore é dona de uma personalidade muito forte e já sabe que não quer passar sua vida dedicando-se ao lar e muito menos criar filhos. Aos 15 anos de idade, como as demais meninas, Diana é submetida ao teste de fertilidade, que determina qual grupo ela vai pertencer e para sua insatisfação, o resultado é positivo, a deixando mais longe o sonho de ser uma guerreira como sua mãe adotiva.
Ao lado de amigos que possuem o mesmo pensamento que ela, Diana resistirá bravamente ao seu destino e se for necessário, lutará até contra o mais alto poder para ir em busca da sua liberdade.
Numa leitura leve, com muitos personagens marcantes – quem dirá a icônica protagonista – o tema abordado por Koldbrann foi o ponto alto da história, nos mostrando a importância de ir atrás dos nossos objetivos independente das circunstâncias parecerem contrárias. O importante é lutar, SEMPRE!

Título: Koldbrann - Desleais (Livro 2) | Autor: Ana Cláudia Dâmaso | Gênero: Distopia, Ficção | Idioma: Português (Portugal | Páginas: 168 | Adquira o LivroChiado  |Editora: Chiado Editora
 Avaliação:    [5/5]
Num mundo apocalíptico, a população saudável vive em cidades-bunker, denominadas fortalezas, que os protegem dos perigos do mundo exterior, mas com um custo: a sociedade está dividida em dois polos importantes que todos são obrigados a cumprir, seguindo os seus destinos sem questionar. Mas será que todos os perigos se encontram fora das fortalezas?Diana Salvatore e os seus amigos Josh e Nicole descobriram informações que deixará a vida de todos de pernas para o ar e coube a Diana e Josh a árdua missão de escapar da fortaleza de Scallabis para tentar descobrir toda a verdade! Será que irão conseguir?
Depois dos inúmeros acontecimentos da primeira parte, no segundo volume da série (bem menor que o primeiro, vale ressaltar), Josh e Diana saem da fortaleza em busca da cura para os kolds, o que não se mostra uma tarefa fácil, já que sua única garantia de segurança ficou para trás, na fortaleza. Os capítulos então se intercalam, entre a aventura de Diana e Josh e o que está acontecendo na fortaleza e explora o ponto de vista de vários personagens, o que foi um ponto positivo na história. Se o livro anterior serviu para que o leitor se ambientasse ao enredo e conhecesse bem todos os personagens, Koldbrann – Desleais veio para dar um ritmo maior a trajetória de Diana e seus amigos, e é perceptível o amadurecimento desse núcleo de personagens ao longo da história. Ainda está repleto de perseguições mortais, guerras iminentes e grandes revelações que despontarão em um desfecho arrebatador que me deixou ávida para o próximo livro. Apesar das poucas páginas, essa segunda parte foi uma leitura densa no quesito ação, já que as pausas para que o leitor respire entre uma cena e outra são quase inexistentes (risos!).

Opinião geral:
A história além de trazer uma crítica super válida aos dias atuais (vide opinião do livro 1), foi muito bem construída, através da descrição detalhada de lugares e de personagens que nos transportam às cidades subterrâneas quase de imediato. Os personagens são únicos e nossa protagonista é um belo exemplo de determinação e resiliência quando o assunto é ir atrás dos seus sonhos (ou o que se é permitido sonhar em Scallabis).
Ao longo dos diálogos conhecemos várias expressões interessantes que enriqueceram a experiência de leitura e o Português de Portugal não interferiu. Semelhante a outros livros lidos nesse idioma, temos algumas palavras que se diferem do português brasileiro.
Entre os dois, o livro que mais gostei foi o segundo, por ter aventura de sobra e pelo final que até agora estou processando, deixando um toque de suspense e curiosidade no ar....
A série é mais que recomendada e a melhor notícia vem por aí: a terceira parte do livro acabou de ser lançada em Portugal! Koldbrann – Imprudentes promete surpreender o leitor em suas 467 páginas e já vou adiantando a sinopse do livro para vocês:

Título: Koldbrann - Parte 3 - Imprudentes
Páginas: 470
Formato: Físico
Lançamento: 2018
Adquira o livro: Chiado Books
Enquanto se vivem momentos tensos na fortaleza de Mérida e as opiniões oscilam em Scallabis com a chegada das eleições, Diana Salvatore e o seu melhor amigo, Josh, vivem uma nova realidade, onde ambos se deixam consumir pelas suas mais instintivas emoções, esquecendo os seus objectivos e sonhos.
Como conseguirá ela desenvencilhar-se do facto de se ter transformado numa kold? Serão as acções desses monstros assim tão desmedidas? E que nova espécie de kold é, afinal, aquela a que Diana chamou de “twitcher”?
Muitas aventuras e descobertas a esperam nesta terceira e penúltima parte da colecção Koldbrann.

Por hoje é só, espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima. 

{Livro} Broken - Despedaçada - Tânia Dias

Broken - Despedaçada (Livro 1)
Páginas: 422
Gênero: Fantasia, Romance
Formato: E-book / Físico
Editora: Chiado Editora
Adquira o livro: Chiado | Wook 
Lançamento: 2015

Autor : Tânia Dias
Avaliação: ✮ [5/5]

Assumir o seu papel como líder não estava nos planos de Alexia White, mas quando a sua mãe perde a vida num terrível assalto ao castelo, ela vê-se sem opções.Num mundo onde os fracos se distinguem dos fortes pelos dons que possuem, Alexia está no topo da lista e precisa de aprender a lidar com os seus dons se pretende recuperar Starnyz das garras do traidor. Ian Bealfire, um homem que exala arrogância e prepotência por todos os poros, parece disposto a ocupar o lugar de seu Mestre.Há quem diga que a jovem está destinada a salvar o mundo mas despedaçada pelas perdas que sofreu. Assombrada pelas memórias do passado, será mesmo capaz de salvar o mundo, quando nem a si parece ser capaz salvar?
Broken é o primeiro livro da série de mesmo nome da autora Tânia Dias e foi publicado orginalmente pela Chiado Editora em Portugal.
Alexia é uma garota no auge dos seus 16 anos que se vê impelida a liderar seu povo após um atentado ao Reino que resultou na trágica morte de sua mãe, a Rainha. Apesar de possuir domínio sobre os quatro elementos (terra, ar, água e fogo - algo extremamente raro entre o seu povo), seus poderes precisam ser aprimorados, por ser muito nova e ter pouca experiência em combates.
Sua vida se torna ainda mais confusa quando Ian Belfire, um soberbo garoto (e dono de um belo par de olhos azuis ) cruza seu caminho alegando ser seu mestre e garantindo ajudá-la a fortalecer suas habilidades. Juntos, os dois jovens passarão por vários perigos e guerras serão impossíveis de evitar, principalmente por conta de uma importante profecia que envolve a garota, além da responsabilidade de recuperar o Reino das mãos de seu primo traidor. Mas a guerra mais difícil de encarar será aquela que não se faz necessário espadas ou escudos: é a batalha do coração.
Será que Alexia conseguirá superar seus medos e a dor da perda? Numa trama envolta em ação, aventura e muitas mentiras, ela terá que lidar com o peso da verdade e tomar a responsabilidade de se tornar a rainha que o povo espera.
A verdade não é dura como facas mas é desconcertante e pouco se sabe neste mundo sobre ela. 
A autora inovou ao criar o universo narrado em Broken: rico em elementos mágicos e seres fantásticos, a narrativa é fluida e com detalhes que permitem ao leitor mergulhar numa experiência única.
Alex é uma personagem muito forte e evoluiu bastante ao longo da história, aliás, o livro é recheado delas, como a própria Rainha que deu sua vida pelo Reino e ainda Sophie, amiga e guardiã fiel de Alexia.
Ainda assim podemos ver cenas de romance no livro, principalmente entre Alexia e o audacioso Ian. Pensei que o romance iria girar somente ao redor dos dois, mas o retorno de uma pessoa muito importante promete abalar as estruturas desse possível relacionamento.
Mais uma vez a literatura portuguesa me surpreendeu e apesar de conter algumas palavras diferentes do vocabulário brasileiro, isso não interferiu na leitura, que foi bastante prazerosaTodas as aventuras passadas pela garota são encerradas num final arrebatador que me deixou abismada e ansiando pelo próximo livro para continuar essa emocionante viagem pelo mundo construído pela autora.
"A vida é cruel, prega-nos partidas."

E uma ótima notícia, a continuação de Broken já foi escrita e está em processo de revisão!  Não existe previsão de lançamento ainda, mas está cada vez mais próximo saber qual será o destino de Alexia e os demais personagens.

Espero que tenham gostado!