Tecnologia do Blogger.

{Poema de Quinta} Quem sou eu?

Imagem
Eu às vezes não entendo!
As pessoas em um jeito
De falar de todo mundo
Que não deve ser direito.
.
Aí eu fico pensando
Que isso não está bem.
As pessoas são quem são,
Ou são o que elas têm?
.
Eu queria que comigo
Fosse tudo diferente.


.
Se alguém pensasse em mim,
Soubesse que eu sou gente.

Falasse do que eu penso,
Lembrasse do que eu falo,
Pensasse no que eu faço
Soubesse por que me calo!
.
Porque eu não sou o que visto.
Eu sou do jeito que estou!
Não sou também o que eu tenho.
Eu sou mesmo quem eu sou!

(Pedro Bandeira)

{Resenha dupla} Koldbrann: Rebeldes e Desleais - Ana Cláudia Dâmaso

Oi gente!
Trago hoje um formato diferente de resenha, já que costumo trazer minhas impressões de cada livro (mesmo de uma mesma série) separadas por post.  Resolvi mudar e espero que vocês gostem como eu desse novo formato de postagem. Os livros resenhados são da nossa autora parceira Ana Cláudia Dâmaso e os dois volumes foram publicados originalmente pela Chiado Editora de Portugal.
Título: Koldbrann - Rebeldes (Livro 1) | Autor: Ana Cláudia Dâmaso | Gênero: Distopia, Ficção | Idioma: Português (Portugal | Páginas: 460 | Adquira o LivroChiado  |Editora: Chiado Editora
 Avaliação:    [4/5]
Num mundo apocalíptico, a população saudável vive em cidades-bunker, chamadas de fortalezas, que os protegem dos perigos do mundo exterior, onde é melhor morrer, que deixar de ter o sangue vermelho. A limitação da liberdade alheia cria estruturas sociais muito restritas que todos são obrigados a cumprir.Esta é a história de Diana Salvatore, uma jovem que se revolta contra o destino que lhe foi imposto.
A história de Koldbrann se passa num futuro distópico (mais precisamente em 2098), época em que todos os humanos vivem em cidades subterrâneas (cidades bunker), protegendo-se dos kolds, perigosas criaturas que foram infectadas por uma droga, chamada Koldbrann. Dentro dessas fortalezas (regidas por normas determinadas pelo Governo que devem ser rigorosamente seguidas), as mulheres da população são divididas em duas partes principais: uma é responsável por dar continuidade à população através da procriação (essas mulheres são chamadas princesas) e a outra responsável por proteger as fortalezas dos temidos kolds e trazer mantimentos para a população – os guerreiros.  E é nesse inusitado cenário que conhecemos nossa protagonista: Morando na fortaleza Scallabis, Diana Salvatore é dona de uma personalidade muito forte e já sabe que não quer passar sua vida dedicando-se ao lar e muito menos criar filhos. Aos 15 anos de idade, como as demais meninas, Diana é submetida ao teste de fertilidade, que determina qual grupo ela vai pertencer e para sua insatisfação, o resultado é positivo, a deixando mais longe o sonho de ser uma guerreira como sua mãe adotiva.
Ao lado de amigos que possuem o mesmo pensamento que ela, Diana resistirá bravamente ao seu destino e se for necessário, lutará até contra o mais alto poder para ir em busca da sua liberdade.
Numa leitura leve, com muitos personagens marcantes – quem dirá a icônica protagonista – o tema abordado por Koldbrann foi o ponto alto da história, nos mostrando a importância de ir atrás dos nossos objetivos independente das circunstâncias parecerem contrárias. O importante é lutar, SEMPRE!

Título: Koldbrann - Desleais (Livro 2) | Autor: Ana Cláudia Dâmaso | Gênero: Distopia, Ficção | Idioma: Português (Portugal | Páginas: 168 | Adquira o LivroChiado  |Editora: Chiado Editora
 Avaliação:    [5/5]
Num mundo apocalíptico, a população saudável vive em cidades-bunker, denominadas fortalezas, que os protegem dos perigos do mundo exterior, mas com um custo: a sociedade está dividida em dois polos importantes que todos são obrigados a cumprir, seguindo os seus destinos sem questionar. Mas será que todos os perigos se encontram fora das fortalezas?Diana Salvatore e os seus amigos Josh e Nicole descobriram informações que deixará a vida de todos de pernas para o ar e coube a Diana e Josh a árdua missão de escapar da fortaleza de Scallabis para tentar descobrir toda a verdade! Será que irão conseguir?
Depois dos inúmeros acontecimentos da primeira parte, no segundo volume da série (bem menor que o primeiro, vale ressaltar), Josh e Diana saem da fortaleza em busca da cura para os kolds, o que não se mostra uma tarefa fácil, já que sua única garantia de segurança ficou para trás, na fortaleza. Os capítulos então se intercalam, entre a aventura de Diana e Josh e o que está acontecendo na fortaleza e explora o ponto de vista de vários personagens, o que foi um ponto positivo na história. Se o livro anterior serviu para que o leitor se ambientasse ao enredo e conhecesse bem todos os personagens, Koldbrann – Desleais veio para dar um ritmo maior a trajetória de Diana e seus amigos, e é perceptível o amadurecimento desse núcleo de personagens ao longo da história. Ainda está repleto de perseguições mortais, guerras iminentes e grandes revelações que despontarão em um desfecho arrebatador que me deixou ávida para o próximo livro. Apesar das poucas páginas, essa segunda parte foi uma leitura densa no quesito ação, já que as pausas para que o leitor respire entre uma cena e outra são quase inexistentes (risos!).

Opinião geral:
A história além de trazer uma crítica super válida aos dias atuais (vide opinião do livro 1), foi muito bem construída, através da descrição detalhada de lugares e de personagens que nos transportam às cidades subterrâneas quase de imediato. Os personagens são únicos e nossa protagonista é um belo exemplo de determinação e resiliência quando o assunto é ir atrás dos seus sonhos (ou o que se é permitido sonhar em Scallabis).
Ao longo dos diálogos conhecemos várias expressões interessantes que enriqueceram a experiência de leitura e o Português de Portugal não interferiu. Semelhante a outros livros lidos nesse idioma, temos algumas palavras que se diferem do português brasileiro.
Entre os dois, o livro que mais gostei foi o segundo, por ter aventura de sobra e pelo final que até agora estou processando, deixando um toque de suspense e curiosidade no ar....
A série é mais que recomendada e a melhor notícia vem por aí: a terceira parte do livro acabou de ser lançada em Portugal! Koldbrann – Imprudentes promete surpreender o leitor em suas 467 páginas e já vou adiantando a sinopse do livro para vocês:

Título: Koldbrann - Parte 3 - Imprudentes
Páginas: 470
Formato: Físico
Lançamento: 2018
Adquira o livro: Chiado Books
Enquanto se vivem momentos tensos na fortaleza de Mérida e as opiniões oscilam em Scallabis com a chegada das eleições, Diana Salvatore e o seu melhor amigo, Josh, vivem uma nova realidade, onde ambos se deixam consumir pelas suas mais instintivas emoções, esquecendo os seus objectivos e sonhos.
Como conseguirá ela desenvencilhar-se do facto de se ter transformado numa kold? Serão as acções desses monstros assim tão desmedidas? E que nova espécie de kold é, afinal, aquela a que Diana chamou de “twitcher”?
Muitas aventuras e descobertas a esperam nesta terceira e penúltima parte da colecção Koldbrann.

Por hoje é só, espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima.