Tecnologia do Blogger.

{Livro} 24 horas para escolher viver - Aléxia Macedo

24 horas para escolher viver
Páginas: 43
Gênero: Conto, Romance
Formato: E-book
Autor : Aléxia Macêdo
Editora: Independente
Adquira o livro: Amazon
Lançamento: 2017
Avaliação:    [4/5]
Há um ano, Catarina perdeu os seus pais e irmão em um acidente de carro, onde somente ela sobreviveu. Desde então ela tem pensado todos os dias em desistir de viver, até que novamente no dia 24 de dezembro ela sofre outro acidente e conhece um policial que está destinado a passar as próximas 24 horas convencendo-a a escolher viver.
Catarina é uma garota que carrega no coração marcas que o tempo não pode apagar: ela foi a única sobrevivente de um trágico acidente de carro que ceifou as vidas dos seus pais e do seu irmão. Um agravante para a situação foi a época em que tudo aconteceu: justo no período natalino que é marcado pelas festas e reuniões em família, a garota se viu completamente sozinha, tendo que lidar com a dor da perda. 
Um ano se passa mas Catarina não consegue superar o acidente, vivendo isolada e sem interesse de fazer mais nada. A chegada do dia 24 a deixa ainda mais deprimida e a vontade de dar um fim à sua tormenta  a leva a sofrer um novo acidente, que causa na garota "apenas" ferimentos leves. 

O que ela vai descobrir é que o acidente não trará a solução para morrer, mas através de uma escolha  feita por ela, poderá dar um novo sentido à sua vida tão sofrida. 
Comovido pela história da garota, André, o policial que socorreu Catarina no acidente está decidido a ajudá-la a superar seus traumas, fazendo uma ousada proposta de mudar suas convicções e mostrá-la que ela merecia - e lá no fundo, ela queria - viver. 
- Me dá até às oito horas da noite então - [...]
- Para quê? - pergunto, reencontrando as palavras que ficaram perdidas. Em meio a todo o meu drama e problemas, eu não tinha percebido o quanto ele é bonito.
- Te fazer escolher viver - ele diz como se fosse simples. Tudo que ele fala carrega uma leveza que me dá raiva. [...]
- Só isso que eu peço, 24 horas para escolher viver.
Apesar de abordar um tema tão pesado como o suicídio, a história conseguiu se desenrolar de uma forma bem natural e equilibrada, com diálogos enriquecedores entre os personagens principais, nos mostrando em cada palavra que nas situações mais adversas da vida devemos ser resilientes, mantendo viva a esperança que as coisas vão melhorar e que tudo passa nessa vida.
Mesmo com poucas páginas, o conto consegue impactar o leitor com uma mensagem muito positiva de perseverança, coragem e de que tudo depende da nossa força de vontade para superar as dificuldades e alcançar o desconhecido.
Um conto que merece ser conhecid pela comunidade leitora, por ser muito inspirador!
Beijos!

{Livro} Outra Vez - Carolina Gama

Outra Vez
Páginas: 33
Gênero: Conto, Romance
Formato: E-book
Autor : Carolina Gama

Editora: Independente
Adquira o livro: Amazon
Lançamento: 2015
Avaliação: 
   [5/5]
Casa, faculdade, casa dos pais. A vida de Juliana estava indo muito bem, obrigada. Até que ele apareceu. Ela não o conhecia, mas ele parecia conhecê-la muito bem. O motivo? Algo que ela nunca esperaria. Não em tão pouco tempo.

'Outra Vez' é um conto publicado pela autora Carolina Gama de forma independente. Juliana é uma garota centrada, bastante aplicada aos estudos e acabou de iniciar um novo período da faculdade. Pouco interessada nos acontecimentos a sua volta, a garota se surpreende ao perceber que um garoto da sala, que ela descobrirá chamar-se Marcos, começa a observá-la de uma forma diferente. Não bastasse a insistência dele em repará-la, existe algo mais que a inquieta: algo no olhar, no cheiro e no jeito do misterioso colega desperta sentimentos que ela percebe ser bem mais familiares do que imagina. Essa tentativa de aproximação resultará em muitas surpresas para Juliana, levando-a constatar que tudo que Marcos estava fazendo tem um motivo e a levará a repensar no significado de valores como o amor, amizade e a importância de recomeçar quantas vezes for necessária.
Após a leitura desse conto posso afirmar com convicção que aquele velho bordão de que qualidade não depende da quantidade é totalmente verídico. A autora construiu personagens cativantes em um conto rápido e me deixou com vontade de saber mais sobre a história de Juliana e Marcos. O livro é descrito pelo ponto de vista de Juliana e a narrativa conseguiu captar muito bem os sentimentos da protagonista, me fazendo sentir, de alguma forma, parte da história. 
O conto, mesmo sendo curtinho é lindo e transmite valores importantíssimos, como a superação e a necessidade de estarmos dispostos a dar uma segunda chance à vida e, consequentemente ao amor <3 .
Leiam e se encantem!

Beijos!

{Tag} 20 coisas sobre a vida de blogueira


Oi gente!
Já faz um bom tempo que não abordo outros assuntos aqui no blog que não sejam literários, mas hoje estou trazendo a Tag 20 coisas sobre a vida de blogueira, resultante de um grupo de interação idealizado pela Michelle (Michellândia) e a Heloísa (Onde cê vai loko?). Composto por vinte blogs, a primeira ação do projeto fiz em parceria com a Lana, do Blog Sendo Útil e você pode conferir a [linda] postagem dela aqui.
A segunda ação consiste em responder algumas perguntas sobre a minha rotina com o blog, desmitificando alguns estereótipos que são associados aos blogueiros. 
Então, vamos às repostas:

1 - Conte um pouco sobre você e suas atividades:
Me chamo Marisa (novidade! haha), tenho 22 anos e moro no interior de Pernambuco. Sou graduada em Ciências Contábeis e atualmente trabalho na área da minha formação. Minha rotina semanal se divide em trabalho e faculdade, (pois estou fazendo outra). Sou amante da leitura desde criança, e os livros e o blog se tornaram meus hobbies favoritos desde que me entendo por gente.

2 - Como surgiu a ideia de criar um blog?
Lembro que um dia vi na TV (há anos-luz atrás) uma personagem de novela que tinha um blog e a vontade surgiu de imediato. Meu primeiro site foi em 2009 e, semelhante à personagem da novela, era uma espécie de diário virtual.

3 - Como escolheu os assuntos que abordaria no blog?
Os temas surgiram naturalmente, na medida que o blog foi evoluindo de um simples diário virtual para abordar coisas que eu gosto, principalmente a leitura, filmes e séries.

4 - Você teve apoio da sua família e amigos?
Na verdade eles nem sabiam da existência do blog =D... No início preferia manter sigilo do meu "cantinho virtual".

5 - Você sofreu algum preconceito por ser blogueiro (a)?
Não que eu me lembre, na verdade o blog sempre foi algo muito restrito no quesito "divulgação", talvez por isso eu nunca tenha sofrido com isso.

6 - Como você desenvolve seu conteúdo?
Eu tenho uma agenda onde anoto ideias de postagem e alguma inspiração... Nesse mesmo caderno escrevo também o rascunho dos posts publicados aqui, pois acho mais fácil revisá-las quando vou passar do papel para o computador.



7 - O blog para você é um passatempo ou você pretende torná-lo profissional?
No momento, prefiro manter o Inania Verba como está, uma ocupação secundária para minhas horas vagas, isso mais por conta da minha rotina corrida. No entanto, pretendo modificar algumas coisas daqui a algum tempo, e o blog é algo que desejo aprimorar e profissionalizar a longo prazo.

8 - Como você se aprimora para manter o blog em constante crescimento?
Utilizo bastante os grupos de divulgação e interação do Facebook e sempre atualizo as redes sociais. Isso me ajuda a apresentar o blog para um número maior de pessoas.

9 - Quais as redes sociais que você usa para divulgar seu blog e suas postagens?
As principais redes que utilizo são o Instagram e o Facebook, além disso, procuro postar com frequência as resenhas publicadas por aqui no meu perfil do Skoob.

10 - Você já fez alguma propaganda no seu blog? Como foi essa experiência?
Não... posto resenhas e parceria com autores, mas considero isso mais como divulgação do que propaganda em si.

11 - Quais canais do Youtube você costuma assistir?
O Youtube não é muito utilizado por mim para acompanhar canais, prefiro acompanhar blogs ou perfis do Instagram. Por isso, essa pergunta fica sem resposta concreta =P

12 - O que você acha sobre a profissão blogueiro (a)?
É uma carreira que merece respeito e reconhecimento como qualquer outra profissão. Ter o blog reconhecido exige dedicação, comprometimento e é necessário combater a imagem deturpada que a maioria das pessoas tem sobre a profissão, associando o termo blogueiro à futilidade ou a vida fácil.

13 - Qual a reação das pessoas quando você fala que tem um blog?
Falo sobre esse assunto com pouquíssimas pessoas, pois tenho um pouco de vergonha (no sentido de timidez) de comentar sobre isso, mas a maioria com quem falei se surpreende quando revelo ser dona de um blog literário.

14 - Como você reage às críticas?
Procuro encarar as críticas da melhor forma, principalmente quando são construtivas. Quando acontece o contrário e vejo que o objetivo da crítica é desmerecer o meu trabalho procuro ignorá-las, procurando a evolução constante do blog.

15 - Quais são suas maiores inspirações para produzir conteúdo para o blog?
As situações do cotidiano, pois considero o Inania uma vitrine dos fatos que acontecem na minha vida. Também me inspiro na blogosfera em geral, tem muita coisa boa que merece ser divulgada e promovida por aí!


16 - Defina seu blog em três palavras:

Refúgio, amor  inspiração. (É o que o blog significa pra mim =D)

17 - Qual a parte chata em ser blogueira?

Não gosto muito dos jogos de interesse no mundo virtual que vejo por aí... Também não curto a soberba de algumas pessoas que desmerecem as colegas blogueiras com base em números e estatísticas... Prezar pela qualidade e o conteúdo, é bem mais legal :D

18 - Qual a parte boa em ser blogueira?

As amizades que construímos na blogosfera e as interações (O 20 Coisas é um belo exemplo!). Também amo receber comentários cheios de carinho por aqui, é um incentivo a mais para continuar e trazer um conteúdo cada vez melhor para vocês!

19 - Onde você deseja chegar com seu blog?

Desejo continuar com as indicações de entretenimento e ser uma boa referência nesse segmento, também desejo que o blog possa firmar parcerias para aprimorar o conteúdo e as resenhas publicadas por aqui.

20 - Indique cinco blogs que valem a pena conhecer:
 - Michellândia
 - Blog Sendo Útil;
 - Saphy;
 - Diário de uma garota cristã;
 - Mundinho da Hanna


Por hoje é só, beijos!

{Livro} Os fantasmas do espelho

Os Fantasmas no espelho
Páginas: 167

Gênero: Terror, Suspense
Formato: E-book
Autor : Paulo Mateus
Editora: Independente
Adquira o livro: Amazon

Lançamento: 2017
Avaliação: 
   [4/5]

Os Fantasmas do Espelho é uma coletânea com dez contos de terror e suspense. São eles:

O Novo Brinquedo
Sofia recebe um novo brinquedo de presente da sua mãe, uma simples boneca de pano pequena e colorida. No começo tudo é alegria e diversão, mas ela logo descobre que aquilo não é uma simples boneca. 

O Totem
Ele é um ávido colecionador de objetos raros e antigos, ao viajar para uma remota região da África e entrar em contato com a tribo Sualani ele obtém mais um precioso objeto para a sua coleção. Mas isso trará sérios problemas quando retornar da viagem, principalmente para o seu filho. 

Alpha, o Assistente Pessoal

Arthur teve a sorte de recuperar o seu celular perdido, mas ao verificar se os seus arquivos pessoais não foram roubados ou invadidos ele descobre um estranho aplicativo instalado no celular. Um aplicativo capaz de realizar coisas incomuns. 

Os Fantasmas do Futuro
Lucas acorda, vai ao banheiro e se prepara para mais um dia de trabalho. Tudo parecia ser um dia normal em sua vida até que ele entra em seu apartamento, pessoas estranhas estão lá e começam a fazer testes com ele. 

Um Dois Três
Laura e Rafael se mudam para um novo apartamento, ainda faltam muitas coisas para arrumar e o chão ainda está cheio de caixas de papelão, mas eles estão ansiosos por começar a vida naquele lugar. Mas as coisas ali não são tranquilas como eles esperavam. 

O Vendedor de Pesadelos

Pedro estava voltando do trabalho quando para no meio da estrada por causa de um carro suspeito, ele é atacado e seu corpo fica inerte no chão, mas aquilo não era um assalto. Era apenas uma coleta de memórias para um projeto muito maior. 

Não Olhe

Por causa de uma chuva forte Clara acaba indo parar dentro de uma loja de antiguidades, tudo ali parece ser absolutamente normal, exceto por um estranho objeto que ela acaba levando consigo quando sai da loja. Um objeto que vai mudar a sua vida para sempre.

O Sussurro dos Espíritos 

O tempo quente e úmido era propício para as árvores, que esticavam seus galhos em direção à casa, como mãos querendo se agarrar nas paredes e nas janelas. Quando a noite cai estranhos sons começam a ecoar para o interior da casa, como se alguma coisa estivesse se movendo lá fora.

Os Olhos da Noite

Victor e Nicolas recebem uma ocorrência de disparos ocorrendo no parque da cidade, é noite e não há lua cheia, tudo está extremamente escuro. Munidos apenas com suas lanternas e suas armas eles entram no parque, mas as coisas se tornam mais estranhas a cada minuto que ficam lá. 

Carolina 

Aparentemente ela é uma cidade pequena e simples, com carros velhos demais nas ruas e pessoas estranhas caminhando pela calçada, mas eles estavam apenas de passagem, precisavam apenas dar uma olhada em uma casa. Mas quando param para comer alguma coisa tudo muda.



Os Fantasmas do espelho é um livro publicado de forma independente pelo autor Paulo Mateus. Num conjunto de histórias que alternam entre o terror e suspense, o autor nos apresenta um acervo de histórias originais, solidamente desenvolvidas e com uma ambientação bem construída, que explora as mais diversas vertentes da ficção, que vão de uma casa mal-assombrada até uma cidade fantasma.
Algumas histórias causaram mais medo, como "O sussurro dos espíritos" com suas árvores bizarras, e outras me deixaram pensativa quanto ao destino de alguns personagens e o desfecho das sua histórias.


A narrativa é em terceira pessoa e o autor utiliza muitos detalhes para descrever as cenas, o que para um leitor mais "objetivo", pode tornar a leitura um pouco cansativa. "Os fantasmas do espelho" foi a primeira leitura do gênero, o que permitiu sair da minha "zona de conforto literária" e foi uma experiência muito positiva.
Identifiquei alguns errinhos gráficos mas nada que interfira a leitura e o desenvolvimento dos contos. Aliás, a escrita é outro ponto que merece destaque, pois me deixou com vontade de conhecer outo livros do autor.
Para quem deseja mergulhar num universo que envolva terror, ficção científica e um toque sobrenatural, a leitura é muito válida! É a literatura nacional mostrando seu potencial que não se restringe apenas ao romance, mas a outros gêneros que vão surpreender e conquistar o público leitor. 


Lista dos contos: 

1 - O Novo Brinquedo [✩]
2 - O Totem [✩]
3 - Alpha, o Assistente Pessoal [✩]
4 - Os Fantasmas do Futuro [✩]
5 - Um Dois Três [✩]
6 - O Vendedor de Pesadelos [✩]
7 - Não Olhe [✩]
8 - O Sussurro dos Espíritos [✩] 
9 - Os Olhos da Noite [✩]
10 - Carolina [✩]

{Livro} As coisas não são bem assim

As Coisas não são bem assim
Páginas: 134
Autora : Renata R. Corrêa
Editora: Pandorga
Pré-venda: Saraiva
Lançamento: 2017

Avaliação  [5/5]


Clarice, uma jovem estudante de medicina, perde seu namorado, que acreditava ser o grande amor de sua vida, às vésperas da formatura, após sofrem um grave acidente de carro. Morre com Guilherme um pouco da alegria de viver de Clarice, da sua esperança e do seu futuro.Depois de mais de um ano do falecimento do seu amado, o destino coloca na vida de Clarice, Henrique, um jovem advogado viúvo e pai da Duda, uma linda menininha loira, muito esperta e amorosa. Envolvidos por um amor sincero, terão que enfrentar grandes dificuldades e um sofrimento inesperado. É uma bonita e delicada história sobre recomeços, fé, esperança e sobre o poder do amor. 

Há algumas semanas publiquei as primeiras impressões desse livro lindo e hoje é dia de postar a resenha completa por aqui!
Publicado recentemente pela editora Pandorga (a pré-venda acabou há pouco dias), As coisas não são bem assim nos conta a história de uma mulher forte e apesar de tudo muito agraciada, pois teve a oportunidade de conhecer o amor mais de uma vez na vida. (Isso mesmo!)
Ao ingressar na faculdade Clarice conheceu Guilherme e ao se aproximarem os dois se apaixonaram perdidamente. Esse amor é drasticamente interrompido quando a vida de Guilherme é ceifada em um acidente de carro a caminho de uma viagem de comemoração pela formatura dos dois, deixando marcas severas na alma de Clarice.
Sem conseguir superar a perda, a vida da médica recém formada resume-se a ir de casa para o trabalho e encontrar uma nova pessoa não é uma possibilidade cogitada por ela. Mas como nem sempre as coisas são como a gente imagina, numa tarde de compras Clarice conhece Duda, uma garotinha muito simpática que ganha seu coração desde o primeiro momento e por intermédio dela também conhece seu pai Henrique, um homem muito bonito que também já sofrera muito na vida: ficara viúvo há pouco tempo, pois perdera sua esposa para um câncer.
Com uma afinidade crescente, Clarice passa a conviver mais com  Henrique e vai descobrir que não é somente a história triste que os dois tem em comum, mas um sentimento que será responsável por mudar a vida dos dois: o amor.

Após a descoberta desse sentimento que surgiu de forma tão repentina, tudo parece estar tomando o seu devido lugar: Clarice volta a enxergar as belezas dos momentos simples e Duda amou a ideia de ter uma "nova mãe", mas a vida tem reviravoltas inexplicáveis e eles terrão que superar muitas dificuldades que só o amor é capaz de superar.

De todas as obras da Renata que já li, confesso que essa foi a quem mais me cativou. O livro é narrado em primeira pessoa pela perspectiva de Clarice e durante a leitura me envolvi completamente com os dramas dos personagens, que são marcantes e muito carismáticos.
A história me ganhou logo nas primeiras páginas e a diagramação está belíssima. Como todas as obras da Renata, As Coisas não são bem assim é uma leitura mais que recomendada, mas uma leitura obrigatória para quem gosta de histórias de superação, companheirismo e principalmente de celebração ao amor.

Leiam e se surpreendam!


{Livro} Contra todas as probabilidades

Título: Contra todas as probabilidades
Autora: Renata R. Corrêa
Editora: Independente
Páginas: 229

Onde Comprar: Amazon  | Entre em contato com a autora
Avaliação  [4/5]

A vida profissional de Ana, uma jovem e solitária decoradora de interiores, órfã de pai e mãe, estava ótima, já sua vida pessoal andava de mal a pior. Até que um certo dia, após ouvir uma bela canção de amor no rádio, começou a se sentir diferente, quando teve um pressentimento de que sua vida estava prestes a mudar, como se aquela melodia, cantada por uma incrível voz rouca, tivesse tocado seu coração. Ela se apaixona então, platonicamente, pelo músico Marcus, o vocalista da banda que tocava na rádio, e acaba o conhecendo de uma forma inusitada. Depois desse encontro, sua vida nunca mais será a mesma. Contra todas as probabilidades faz referência à improbabilidade da história de amor entre Ana e Marcus, por viverem em realidades diferentes, estarem envolvidos em relações diferentes e, mesmo assim, unirem seus corações. É uma história bonita de amor, de dor, de sofrimento, mas principalmente de aprendizado e de recomeços. O livro inspira esperança porque permite ao leitor acreditar que tudo pode melhorar desde que não se desista, mesmo contra todas as probabilidades.
Contra todas as probabilidades é um livro publicado de forma independente da autora Renata R. Corrêa e é uma obra que evidencia as inesperadas coincidências que só o amor é capaz de trazer.
Ana é uma mulher bem sucedida que está no auge da sua carreira como decoradora: Sócia de uma empresa que é referência no ramo, sua vida profissional é promissora, mas ela não pode falar o mesmo de sua vida sentimental, que anda longe de estar satisfatória. Sua vida emocional é marcada por cicatrizes que o tempo não apaga: Ana perdeu os pais na infância e foi criada por seus avós, que também se foram quando ela alcançou a idade adulta. A única família que lhe restou foi suas amigas Carol e Amanda. As três possuem uma linda amizade que começou ainda na infância.
Numa certa manhã, um sentimento diferente inunda a alma de Ana e uma série de coincidências marca o início de um amor que surge apesar das dificuldades. Após escutar a banda 330 Hertz no rádio e depois de ver a banda na TV, Ana se apaixona perdidamente por Marcus, o vocalista lindo e dono da voz mais encantadora que já teve a oportunidade de ouvir.
Apesar de saber o que sente por Marcus é um amor platônico, Ana fica eufórica ao saber que a banda vem tocar em sua cidade e o que ela não esperava era ser escolhida a dedo para ir no palco ver Marcus cantando uma música inteira olhando nos seus olhos... A primeira de muitas situações que fortalecem a ideia de que a vida conspira para que os dois fiquem juntos.
 
Mas como na vida nem tudo são flores, o amor recém descoberto terá que resistir a vários obstáculos: mentiras, intrigas, uma ex-namorada maluca e a distância serão capazes de destruir um amor tão bonito?  
Narrado em primeira pessoa pelas perspectivas de Ana e Marcus, Contra todas as probabilidades nos conquista pela leveza e a naturalidade como a história se desenvolve, nos mostrando o lado mais bonito do amor.
Além da história, a experiência da leitura foi ótima devido a escrita carregada de sentimentos tão característica nas obras da Renata, os personagens são bem construídos (a autora tem um dom incontestável de criar personagens masculinos perfeitos! =D) e amei as referências de locais descritos no livro.
O livro ainda conta com um capítulo bônus que é ambientado seis anos após a história principal, permitindo ao leitor saber o destino dos personagens após o desfecho da narrativa.
Não posso deixar de recomendar a leitura principalmente para quem não dispensa uma boa história de amor e superação, cheia de lições para levar para a vida e no coração.

Por hoje é só!
Até a próxima!